Thursday, January 14, 2010

Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé


Do alto da minha inutilidade, rendo solidariedade ao povo do Haiti; e meus respeitos à memória de dona Zilda Arns, que conheci pessoalmente, quando trabalhei na Assessoria Especial de Mobilização Social de Combate à Fome, no Palácio do Planalto.

8 comments:

Mulher na Polícia said...

Palácio do Planalto...
+ Trabalhando para o governo na Irlanda...
+ Relações Internacionais...

Ummm

Que currículo hein?
Não me admira ter um blog assim tão bom!

Boa sorte aí, menina!

Scorpys said...

Ah,entao conheceu minha cidade ja que trabalhou no planalto.Meus respeitos tb a essa grande mulher.tenha uma semana deliciosa,
beijussssssss

claudio boczon said...

Taí uma pessoa que irá fazer falta...

...mas como bem citou você, combateu o bom combate.

que sirva de exemplo, em todas as esferas.

claudio boczon said...
This comment has been removed by the author.
Luma Rosa said...

Teresa, acho que muitos se sentiram inúteis diante de tamanha barbaridade! Não podemos dizer que foram acontecimentos trágicos ou 'coisas da vida' - talvez um marco, um acontecimento que deveria ser refletido, no sentido de abrir corações e colocar-se a solidadariedade, fraternidade como metas de vida. Beijus,

Elis said...

Impressionante como diante de tanta desgraca a gente sente que nao tem nenhum problema...foi assim que eu repensei a minha vida e das coisas pelas quais eu reclamava.
Sobre a dona Zilda...nunca a conheci pessolamente, mas acompanhava o bonito trabalho dela. O mundo precisa de gente assim!

Magui said...

De qualquer forma ela morreu como queria, ajudando os necessitados.

Elis said...

E por onde andas?